Cãezinhos ficam no hospital para se despedirem de sua irmãzinha humana com doença rara

Os animais de estimação sempre serão um membro muito importante da família, principalmente os cãezinhos. O seu pet pode te proporcionar momentos de alegria e estar com você nos seus dias mais felizes, mas também o acompanhará nos dias mais difíceis e tristes, sempre dando-lhe o seu amor incondicional.

A pequena Nora Hall, de apenas 4 meses de idade, sofreu um derrame que causou danos irreversíveis ao cérebro, ambos os lados do cérebro morreram e logo se descobriu que ela também tinha hipertensão respiratória, uma doença muito rara e incurável.

Por várias semanas, a pequena Nora foi internada no Hospital Infantil de Minneapolis e os médicos procuraram muitas maneiras de ajudá-la, mas todas sem sucesso. Os pais de Nora, Mary e John, tiveram que enfrentar a terrível realidade de que perderiam sua filha.

Leia também https://adoteumcachorro.com/index.php/2021/02/11/dicas-de-adestramento-em-casa-para-praticar-com-seu-caozinho-em-casa/

Para se despedir da pequena Nora, os médicos do hospital onde ela estava internada permitiram que os outros dois membros especiais da família acompanhassem o pequeno bebê em seus últimos minutos e ajudassem o jovem casal a enfrentar aquele doloroso momento.

“Eles permitiram que tivéssemos nossos cães aqui nos últimos dias de Nora porque eles são muito próximos dela”, diz Mary. Os dois cãezinhos, da raça basset hounds, membros da família Hall, se apaixonaram pela pequena Nora meses antes, quando a garotinha nasceu e chegou em casa pela primeira vez.

Gracie, minha cadelinha, assumiu o papel de segunda mãe ”, disse Mary. “Quando Nora chorava, Gracie corria para ver o que havia de errado. Ela estava sempre lá para Nora, beijando-a e certificando-se de que ela estava bem ”.

Mary confessa que ter Gracie e Grumpy com eles naquele momento difícil, lhes trouxe muito conforto, mas que, no final do primeiro dia, Gracie e Grumpy estavam muito tristes e estressados; normalmente são felizes e ativos, mas naquele dia souberam que algo ruim estava acontecendo.

Eu estava inclinada a mandá-los embora da sala para que não ficassem mais angustiados, mas depois de ler tantos comentários dizendo para mantê-los com ela, eu fiz isso”, comenta Nora em sua página no Facebook.

Leia também https://adoteumcachorro.com/index.php/2021/01/07/caozinho-que-foi-ferido-e-abandonado-pelo-dono-e-resgatado-e-adotado/

A mãe da pequena Nora postou um último adeus no Facebook após a decisão de retirar o suporte de vida que mantinha o bebê vivo, mas em coma induzido.

“Nossos corações estão completamente destruídos. Nosso mundo está destruído. Estamos devastados e feridos por nossa filha. Fizemos um grande esforço para salvá-lo, mas não era para ser ”, disse ela no post do Facebook. “Temos orado muito por um milagre, que não tenhamos percebido que ele estava bem na nossa frente todo esse tempo. Nora É o nosso milagre ”, finaliza Maria .

Esta história realmente nos confirma mais uma vez que o seu amigo fiel pode saber quando você está triste ou doente e pode confortá-lo ou acompanhá-lo em um momento difícil.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *