Ele viveu 15 anos amarrado a uma corrente, até que, finalmente o viram!!

Quando se tem um animal der estimação, o mais importante e fundamental é, no mínimo, oferecer os cuidados necessários, como, por exemplo, comida, higiene, um teto, mas acima de tudo, amor.

Em fevereiro, agentes que que trabalham em um serviço de emergência da cidade, foi até uma propriedade, em New Philadelphia, Pennsylvania, depois que o telhado de uma casa improvisada desabou.

Enquanto estavam no local, os policiais notaram que um cachorrinho bem mais velho estava amarrado com uma grande corrente.

Felizmente, na Pensilvânia, uma lei chamada Lei Livre foi aprovada. Essa lei regula a quantidade de tempo que um cão pode permanecer acorrentado.

Nenhum cachorro pode ficar acorrentado, ao ar livre, por mais de 9 horas e em dias frios, esse tempo não pode passar de 30 minutos. (O Brasil poderia seguir esse exemplo, o que acham?).

No dia em que os agentes chegaram ao local, perceberam que os donos de Cloud, o cãozinho da raça husky siberiano, estavam infringindo a lei e estavam negligenciando o pequenino.

O cachorro, estava amarrado do lado de fora da casa, em um dia extremamente frio, o chão estava coberto de neve.

Eles observaram também que, o espaço onde Cloud estava amarrado, tinha todo tipo de lixo.

Os policiais alertaram a equipe de resgate de Hillside, que imediatamente se dirigiu ao local. 

Os membros do grupo informaram aos proprietários do Cloud que estavam infringindo a lei e se ofereceram para tirá-lo daquele lugar horroroso e entregá-lo ao abrigo.

O cão ficou fora de casa durante 15 anos de sua vida, acorrentado e rodeado de lixo. Além disso, o pobrezinho era muito negligenciado fisicamente, seu pelo estava muito sujo e emaranhado, ele estava muito magro, tinha uma massa nas costas e parecia muito triste.

Quando conhecemos Cloud, ficamos chocados com sua condição“, disse Tricia Moyer, gerente da equipe de resgate.

Após o resgate de Cloud, eles o levaram para um check-up veterinário e descobriram novas doenças nele.

A massa que encontraram nas costa de Cloud, depois de exames laboratoriais, foi diagnosticado como um tumor, mas o veterinário não achou conveniente operar devido ao estado de fraqueza do cãozinho.

No abrigo, Cloud não conseguia se levantar, deu alguns passos vacilantes e caiu. Sua condição era preocupante.

Tricia contatou a vice-Presidente do Senior Dog Haven e Hospice, Emma Garrett, na esperança de que ela pudesse tratá-lo. Emma, percebendo o desespero de Moyer, concordou, mas não conseguia imaginar o estado de Cloud.

Quando Cloud entrou na casa de Emma, ele tentou evitar qualquer contato com ela, seus três filhos e seis cachorros.

Ele andava por todo o lugar e agia como se estivesse muito confuso, derrubando todas as coisas para tentar se esconder nelas. Emma teve uma tarefa muito difícil.

Com o tempo, Emma percebeu que o cãozinho havia encontrado um lugar na lavanderia onde ficava escondido e ela o deixou ficar lá.

O pequenino ficou lá por mais de 24 horas, mas aparentemente funcionou, pois Cloud se aproximou de Emma, e a tocou com a pata, esperando por um carinho.

Cloud foi aprendendo coisas novas, principalmente a ser mais amigo e a aceitar todo o amor, carinho e carinho que pudesse receber.

Emma confessa que uma das coisas mais difíceis para o cãozinho aprender foi ficar dentro de casa, pois, depois de tanto tempo vivendo no quintal, ao ar livre, ele retornava para fora, e eles tinham que ir buscá-lo para voltar para dentro.

Cloud estava pronto para ser entregue para adoção, ele já havia aprendido o que era preciso para se adaptar a um novo lar, cheia de amor e cuidados.

Emma, então, publicou a foto de Cloud, junto com sua história e um casal se apaixonou pelo cãozinho, assim que o conheceu e decidiu adotá-lo, sem hesitar.

Agora o cãozinho, que deixou o nome e sua triste história para traz, recebeu o nome de Titus e está aproveitando seus dias com seus novos donos, que lhe mostraram como podem ser gentis e amorosos com ele.

O casal quer recompensar o pequenino, por todos os anos que passou amarrado. Eles agora fazem muitas coisas divertidas, inclusive ganhou uma grande cama ortopédica. O que não falta nessa família são fotos demonstrando todo o carinho que ele merece.

Tito, pela primeira vez na vida, está com uma família que deseja cuidar dele e protegê-lo.

Esse é o final feliz que todos os cães merecem. Esperamos que todos os proprietários reflitam sobre como agem com seus animais de estimação e se tornem pais humanos exemplares.

Compartilhe essa linda história com seus amigos e familiares.

Fonte: Viralistas

 

 

One thought on “Ele viveu 15 anos amarrado a uma corrente, até que, finalmente o viram!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *