Tutor e falso veterinário são presos depois que um vídeo foi publicado no aplicativo “TikTok”

Dois homens foram presos na Flórida, depois que um vídeo foi publicado no aplicativo “TikTok”, mostrando os dois, supostamente, realizando uma cirurgia ilegal, de cesariana, em uma cadelinha grávida, que mais tarde, veio a óbito.

Alega-se que Larry Colon, de 50 anos, tentando economizar, pagou a Frankie Huertas-Rivera, de 33,  sem licença para realizar a operação, no meio de uma sala de estar, na buldogue francês Lyla, enquanto sua filha adolescente a filmava no aplicativo de mídia social.

Larry disse às autoridades que concordou em pagar a Frankie, que afirma ser veterinário, US $ 650, ( cerca de 3.601,78 reais), pela cirurgia.

No vídeo, a cadelinha pode ser vista tremendo e se contorcendo de dor enquanto a cirurgia está sendo realizada, ela não foi devidamente sedada, mas deu à luz uma ninhada de filhotes, como foi visto na filmagem.

Os investigadores determinaram que Larry segurou Lyla enquanto Frankie realizava a operação ilegal. Drogas desconhecidas foram dadas a cadelinha pelo homem, que não tem licença veterinária.

Larry levou Lyla a um consultório veterinário em Davenport, que denuncia, informando que Lyla havia chegado sem vida. Dois filhotes por nascer foram deixados dentro dela.

O especialista disse que suspeitava que Lyla tivesse falecido de choque séptico, devido à contaminação do procedimento supostamente não licenciado.

Os três animais sofreram crueldade e sofrimento injustos devido aos serviços médicos antiéticos realizados“, disse um veterinário do consultório aos investigadores.

Infelizmente, dois dos filhotes não resistiram à cirurgia fracassada, mas os outros sobreviveram.

Os agentes disseram que o veterinário recomendou que Larry avaliasse os filhotes sobreviventes por um veterinário licenciado o mais rápido possível, mas quando eles chegaram em sua casa, no dia seguinte para investigar, os filhotes ainda não haviam sido examinados.

A equipe veterinária também disse aos investigadores que Larry disse que a cirurgia foi realizada por uma pessoa sem licença e que ele sabia que não deveria ter sido feita.

Larry teria dito à equipe do hospital animal que a cesariana em Lyla “foi realizada em sua casa por um amigo de um amigo que não tem licença“, de acordo com o depoimento.

Ele também teria dito à equipe que estava “tentando economizar dinheiro e sabia que não era o que deveria ter sido feito“.

Larry foi preso sob a acusação de crueldade contra os animais, e Frankie enfrenta a mesma acusação, além de responder também por praticar medicina sem licença.

Esperamos sinceramente que esses criminosos sejam punidos e que esse homem, que se diz dono da pobre Lyla, não possa nunca mais adotar nenhum tipo de animal.

Fonte: wfla

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *