Inacreditável! Padre é bastante criticado nas redes sociais

Nós, que amamos e possuímos animais de estimação, sabemos que essa responsabilidade envolve muitos sacrifícios e cuidados, mas mesmo assim, faremos de tudo para garantir sua segurança e bem-estar.

Mas às vezes, podemos nos ver em uma situação em que não sabemos o que fazer com um animalzinho doente.

Claro que deixá-los sozinhos não é uma opção, no entanto, devido às condições trabalhistas ou as leis municipais, não temos permissão de levá-los a todos os lugares, como gostaríamos.

Alguns donos chegam até a arriscar o seu emprego, sujeitos a serem alvos de críticas, quando se trata de proteger o seu animal de estimação.

Foi o que aconteceu com um padre que decidiu levar o seu cãozinho doente à missa que ele iria celebrar.

Uma usuária do aplicativo Twitter, que presenciou a cena, não hesitou e rapidamente tirou uma foto para divulgar nas redes.

Ela achou que todos ficariam emocionados, mas para sua surpresa, ela recebeu centenas de críticas contra o sacerdote.

O padre pediu desculpas, mas seu cachorrinho está muito doente e se ele o deixa sozinho ele fica muito mal e chora, então ele resolveu levá-lo para celebrar a missa junto com ele”, escreveu a jovem ao lado da imagem.

O padre, Gerardo Zatarain García celebra a missa desde outubro de 2020 na Paróquia de Todos os Santos, localizada na cidade mexicana de Torreón Coahuila.

O cachorrinho apoiado alegremente no colo do padre incomodou alguns fiéis.

Entre várias críticas, houve também vários comentários, como por exemplo:

“Talvez tenha se esquecido que ia celebrar a Santa Missa e pensou que ia ao parque!”.

Aparentemente, os críticos mais ferozes consideraram a presença do cão um ato desrespeitoso.

A jovem que publicou a imagem no Twitter, aliás, foi obrigada a excluí-la justamente pelos comentários, tanto negativos quanto positivos, que começaram a se acumular.

Mas as pessoas que que tanto criticaram o bom homem, não imaginaram que, depois que o evento viralizou nas redes, milhares de amantes dos animais sairiam em defesa do padre.

Entre tantas críticas, os comentários que os internautas aplaudiram mesmo foram esses:

“Se o cãozinho está doente, e ele não quis deixá-lo só, isso se chama um ato de amor”.

“Deus é amor e o pároco é o representante de Deus. Pessoas que criticam não têm coração. Deus abençoe o padre e o cachorrinho”. 

“O que há de errado com o cachorro estar lá? Não é por isso que a mensagem de Deus tem menos bênçãos, muito pelo contrário. Eu acredito em um padre que faz isso e eu o sigo. Você pode dizer que ele tem um bom coração, e isso é digno de nota. Aí você vê o amor”.

O mal do ser humano é julgar as pessoas sem saber a história de cada um. Se o padre tivesse deixado o cãozinho sozinho e algo de mais grave acontecesse, com certeza, eles julgariam e criticariam. Agora, porque o  padre resolveu fazer seu cachorrinho doente se sentir bem, foi duramente criticado também.

Quem entende o ser humano, não é mesmo?

Compartilhe este ato exemplar de amor com seus amigos e familiares.

E deixe a sua opinião nos comentários.

Fonte: Zoorprendente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *