Gatinho vira cuidador e melhor amigo de vovô diagnosticado com câncer de medula óssea

Desde que seu pai foi diagnosticado com um câncer de medula óssea, a norte-americana Kelly Nugent decidiu que precisava estar lá para ajudá-lo a passar pelo tratamento.

Assim, ela pegou suas coisas e seus dois gatinhos da raça Scottish Fold e se mudou de Miami para Nova York, na costa leste norte-americana.

De início, Kelly pensou que iria cuidar de seu pai, mas um de seus gatos, Tato, resolveu assumir essa responsabilidade e agora não larga o ‘vovô’ por nada.

Leia também: Cãozinho shih tzu retorna para casa após ficar desaparecido por dois anos: ‘De volta ao lar’

A relação entre os dois é tocante, e tem feito sucesso nas redes sociais desde que a jovem publicou algumas fotos da dupla.

Em uma entrevista ao portal The Dodo, Kelly Nugent disse que depois de mais de dois meses desde que chegaram à casa do pai, Tato e seu pai viraram melhores amigos.

Leia também: Ativista resgata cachorrinho de rua diagnosticado com 2 tipos de doença do carrapato

“É a coisa mais doce que você poderia ver, porque eu sei que [Tato] pode sentir que algo está errado e que ele é necessário”, acrescentou a mulher. “Então, ele simplesmente assumiu o papel de cuidador e disse, ‘Este é o meu trabalho agora. Eu vou ajudar a curar você.’ É como se ele soubesse da doença”, complementou.

O pai de Kelly gostava mais de cães antes, mas agora mudou de ideia.

“Então meu pai tem uma poltrona reclinável na qual ele se senta e coloca o braço na poltrona, e todas as vezes, sem falta, o gatinho pula e se senta na pequena enseada em seu braço e se aninha nele. Ele dorme em sua cama ou em seu quarto. Sempre que meu pai está no computador, [Tato] pula em seu teclado. Sempre que meu pai está sentado à mesa para fazer alguma de sua papelada, Tato senta-se na papelada. Ele só tem que estar em cima dele ”, disse a jovem ao portal The Dodo.

A jovem acredita com sinceridade que seu gatinho está ajudando seu pai a se curar: “Eu realmente acho que o apoio emocional dele e dos abraços e apenas estar lá – teve um grande impacto sobre meu pai”, concluiu.

3 thoughts on “Gatinho vira cuidador e melhor amigo de vovô diagnosticado com câncer de medula óssea

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *