Veterinários se recusam a sacrificar cadela desprezada por família e garantem a ela um novo lar

Já idosa, a cadela Holly, de 11 anos, precisou lidar com o egoísmo e maldade dos seus donos, que decidiram sacrificá-la em plena época de Ação de Graças, em 2019. O motivo? Subitamente, não gostavam mais dela e a queriam ‘longe de casa’.

Essa frieza lamentável chamou a atenção dos veterinários, que resolveram intervir em prol da cachorra. Ao ouvirem dos donos a frase ‘nós realmente não gostamos dela. Nós gostamos mais dos nossos outros cães’, a equipe médica se recusou a sacrificar Holly e entrou em contato com a ativista Melissa Elliot Smith, que é voluntária na ONG Old Dog, na Geórgia (EUA).

Leia também: Soldado reencontra cachorrinha que ele salvou durante missão militar em país distante

Bem como os médicos, Melissa se disse espantada com a atitude da família e, mesmo estando com o seu espaço lotado de cães, acolheu a doce Holly. “A cadela era incrivelmente doce e parecia ter uma saúde decente. A equipe não suportava [a ideia de] sacrificá-la”, disse a mulher.

Eventualmente, Holly foi retirada das mãos de seus antigos donos e passou a viver num ambiente mais acolhedor, apesar de cheio. O olhar de rejeição que a cadela transparecia todos os dias fez a voluntária se empenhar ainda mais em busca de um lar definitivo para ela, o que, com sorte, aconteceu depois de algumas semanas.

Leia também: Mulher dá carona para cãozinho perdido que encontrou tomando chuva na rua: ‘Precisava de ajuda’

O acolhimento foi possível graças à um post compartilhado na internet com uma foto de Holly, onde Melissa escreveu uma legenda emocionante e compartilhou em seu Facebook, que tem o seguinte trecho:

“Eu sussurrei para ela e prometi que, a partir de agora, ela sempre será amada e desejada, não importa o que aconteça”, dizia sua publicação, que já acumula dezenas de milhares de reações e comentários.

Hoje, após tanta luta, a cachorra ganhou um lar em que a dona é veterinária e que tem duas crianças para brincar e se entreter.

“Ir para casa para morar com um veterinário significa que, não importa qual seja o futuro dela, ela estará nas mãos mais capazes possíveis. Ela vai ficar em uma família pequena, onde ela será admirada e adorada PARA SEMPRE”, concluiu Melissa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *