Cãozinho de luto caminha 3 km todos os dias até túmulo do dono falecido

Desde o já longínquo ano de 2014, o cãozinho Fulmine compartilhou sua vida com Leonardo Sechi, o pai de sua dona, Sara.

O idoso e o cão viviam no interior da Itália e eram melhores amigos – encontrando alegria simples na companhia um do outro.

“Eles eram muito afetuosos”, disse Sara em entrevista ao portal americano The Dodo. “Eles estavam sempre se abraçando.”

Infelizmente, há algumas semanas, Leonardo faleceu, para a tristeza e luto da família. No entanto, o amor deles continua vivo.

O idoso faleceu em decorrência de uma doença incurável. Enquanto esteve internado no hospital, sua família cuidou dele, esperançosa de que melhorasse. Leo manifestava sempre que estava sentindo saudade de Fulmine.

“Cada vez que um carro se aproximava, Fulmine corria para o portão caso fosse meu pai”, disse Sara.

Leia também: Regina Casé faz despedida emocionante para seu cachorrinho falecido Raj

Mesmo depois que Leonardo foi enterrado, o cachorrinho nunca parou de procurar por seu eterno amigo. E então ele finalmente o encontrou.

No dia seguinte ao funeral de Leonardo, Sara e seu filho viajaram ao cemitério para colocar mais flores em seu túmulo. E quando eles chegaram, ficaram surpresos ao descobrir que mais alguém estava lá para visitar também. Era Fulmine!

Incrivelmente, o animal havia caminhado quase 3 quilômetros desde o campo, sozinho, chegando ao local onde Leonardo foi sepultado.

Ele parecia entender que o vovô, a quem não via há semanas, estava lá agora. “Não esperava encontrá-lo lá”, disse a dona de Fulmine. “Ele não tinha estado no funeral. Não tenho ideia de como ele soube onde ir.”

Esta não foi a única vez que Fulmine visitou o túmulo de Leo. Nas semanas que se seguiram, vizinhos relataram ter visto o cachorrinho indo e voltando do cemitério para visitar o amigo que havia perdido.

Leia também: Soldados param na rua para cumprimentar cachorros de rua e acabam adotando cada um deles

“Achamos que ele vai lá todos os dias”, disse a dona.

No entanto, como Fulmine sabe onde encontrar Leonardo permanece um mistério. “Gosto de pensar que ele é guiado por seu amor por meu pai. Ou que meu pai o levou até lá”, disse Sara.” É uma daquelas coisas estranhas sem uma explicação real.”

O coração de Fulmine ainda dói – mas esse é um sentimento que ele nunca terá que enfrentar sozinho. Desde então, Sara levou Fulmine para morar com ela, para ambos chorarem juntos e, um dia, seguir em frente para criar novas memórias felizes como uma família.

E o legado de Leonardo continuará vivo em seus corações. “Fico emocionada ao pensar no quanto meu pai amava Fulmine e no quanto Fulmine o ama”, disse a jovem. “É triste vê-lo de luto, mas aos poucos vamos superar esse momento triste juntos.”

4 thoughts on “Cãozinho de luto caminha 3 km todos os dias até túmulo do dono falecido

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *