Dupla de garis encontra gatinho abandonado dentro de saco de lixo lacrado

Há um ditado que diz que o lixo de um homem é o tesouro de outro. É difícil compreender como às vezes até o mais fofo dos animais de estimação pode ser considerado ‘lixo’, mas infelizmente isso é uma realidade.

Todos os dias, centenas de cães e gatos são covardemente jogados no lixo mundo afora, e muitas pessoas consideram isso inaceitável e ultrajante. E não deve ser aceito.

Recentemente, dois funcionários do Departamento de Saneamento de Nova York, William Montero e John Kase, em mais um dia de trabalho, estava fazendo faxina na região do Queens. Enquanto jogavam sacos de lixo na traseira do caminhão, ouviram um miado. Montero esperava que fosse apenas um brinquedo, mas não: havia um gatinho chorando por socorro.

Era Hopper, um bichano de 10 semanas que foi encontrado em um saco de lixo lacrado por dois funcionários do Departamento de Saneamento de Nova York.

Montero não conseguia acreditar. Ele ficou chocado. “Quem faria isso? Colocando o gato na sacola… Existem tantos meios diferentes para ajudar um gato com uma vida melhor do que colocá-lo em uma sacola e amarrá-lo com fita adesiva no topo. Não posso deixar de pensar que foi intencional”, disse o sanitarista com 18 anos de experiência na área.

Leia também: Elefanta que perdeu pata em mina terrestre ganha prótese sob medida e recupera liberdade

Ele e seu colega John Kase abriram a bolsa e encontraram um gatinho assustado. Só para ter certeza, verificaram todas as outras bolsas em busca de mais gatos e, felizmente, ou infelizmente, dependendo de como você olha para as coisas, ele era o único.

Eles removeram um pedaço de gosma de seus olhos e o trabalhador colocou o gatinho contra seu peito para acalmá-lo. Os trabalhadores pensaram em lhe dar um nome e discutiram entre Rusty e Hopper. Eles foram com Hopper, que é um apelido para a traseira do caminhão de lixo, do qual o pobre gato foi salvo.

Logo chamaram seu supervisor para levar o animal ao veterinário para que pudessem continuar com suas funções.

Hopper foi levado ao veterinário e estimou-se que ele tinha cerca de 10 semanas de idade e tinha infecções nos olhos e nas vias respiratórias superiores.

Mais tarde, ele foi levado para o Resgate de Animais da Arca de Noé, onde encontraram para ele um lar adotivo até que Hopper encontrasse um lar para sempre. Montero e Kase compraram uma cama de gato e alguns suprimentos como presente de despedida.

Montero e Kase deram uma cama ao gatinho como presente de despedida. Hopper foi então enviado para o abrigo da Noah’s Ark Animal Rescue.

Leia também: Cãozinho de luto caminha 3 km todos os dias até túmulo do dono falecido

A fundadora do Noah’s Ark Animal Rescue, Denise Hock, comentou sobre toda a situação. “As pessoas podem ser nojentas”, disse. “O que passaria pela cabeça de alguém para amarrar um gato em uma bolsa e matá-lo? Se você não quiser, ligue para alguém. Leve para uma delegacia. Existem tantos abrigos. Não faz sentido porque alguém faria algo tão horrível. ”

A partir de agora, o gatinho está se recuperando em um lar adotivo. Sua saúde está se estabilizando e ele está procurando um lar definitivo:

Tudo está bem quando acaba bem. Hopper está se recuperando e esperando por seu novo lar. Sua saúde está estável e ele está se curando de todo o trauma e de suas infecções. Esperemos que Hopper entre em uma nova fase de sua vida.

2 thoughts on “Dupla de garis encontra gatinho abandonado dentro de saco de lixo lacrado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *