Trio de amigas que cuida de mais de 50 cães de rua ficam sem recursos e imploram por ajuda

Ajudar os desamparados é sem dúvida um dos maiores gestos de amor e solidariedade que podemos ter para com o próximo, seja ele um ser humano ou um animal vulnerável.

Um trio de amigas da Argentina que se dedica integralmente à causa e ao voluntariado em prol dos animais sabe disso como ninguém. Hoje, elas mantém 50 cães resgatados das ruas em suas respectivas casas.

Mariela, Marisel e Lina é o nome dessas três mulheres guerreiras de coração gigante e um amor infinito pelos peludos.

Leia também: Cadela grávida salva 4 idosos de incêndio que se alastrou por asilo, mas acaba gravemente ferida

Eles moram nas Malvinas (Reino Unido). Lá, resgatam, cuidam, alimentam animais abandonados e, o mais importante, fazem deles parte da família.

Todos os cães são resgatados, cada um tem uma história e um passado que muitas vezes lhes deixou cicatrizes, mas agora desfrutam de um telhado e de uma casa que lhes traz felicidade.

Esses animais deixaram a condição de rua e agora possuem três mamães adotivas que lhes amam muito. Mariela, Marisel e Lina também resgata e ajuda gatinhos em situação de vulnerabilidade.

O belo gesto que estas três mulheres realizam é ​​digno de admiração, mas infelizmente elas estão sem recursos e agora precisam do apoio de todos nós para avançar nesta nobre causa.

Leia também: Soldado reencontra filhote abandonado que ele cuidava durante missão no exterior

O trio foi entrevistado pela mídia local, onde buscou sensibilizar mais pessoas e se juntar à elas para fazer parte desta linda história de voluntariado.

Elas têm uma pequena enfermaria veterinária que não possui mais suprimentos suficientes. Qualquer coisa com que desejem colaborar mudará a vida desses pequeninos peludos e ajudará a sobrepor o fardo de Mariela, Marisel e Lina.

“Nós fazemos o que podemos. Tentamos dar-lhes o melhor com o pouco ou quanto temos. Às vezes, como agora, não podemos fazer muito e temos que pedir ajuda. Quando você tem bicho, tudo é necessário, agasalho, fralda, tudo o que puder”.

Todos os cães resgatados moram na casa das três, o que implica em um grande gasto, principalmente com alimentação, até o momento 24 cães ficam dentro da casa, dos quais seis não caminham, dois usam fraldas e três ficam sozinhos em canis por serem agressivos.

Por conta da pandemia, Mariela ficou sem trabalho e sem recursos para continuar ajudando, mas isso não a impede de oferecer aulas particulares em troca de uma doação para os cães.

Essas mulheres corajosas resgatam cães aleijados, cegos, gravemente feridos e, claro, saudáveis, mas todos em condições de rua.

O amor pelos cachorros não se limita apenas aos que os protegem na casa, mas também alimentam todos os que continuam sem abrigo nas ruas.

Esperamos que o pedido de ajuda feito à imprensa surte efeito e que elas consigam a doação de insumos e mantimentos para levar seu trabalho adiante.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *