Cãozinho que perdeu uma pata em acidente aprende a andar ereto como uma pessoa

Quando a família de Dexter o adotou em junho de 2015, ficaram muito animados em acolher um cãozinho tão feliz e positivo ao seu lar e rapidamente não conseguiram imaginar a vida sem ele. Nove meses depois, seus tutores quase o perderam.

“O pior pesadelo de um pai é ser protagonista de um evento aleatório”, disse Kentee Pasek, a mãe de Dexter, ao portal The Dodo. “Dexter escapou do pátio e estávamos em busca assim que aconteceu, mas ele é rápido. Meu marido Tim o encontrou correndo ao longo da estrada. Dexter atravessou a rua bem na frente de uma van em movimento. Recebi um telefonema de Tim que ‘Dexter machucou as patas dianteiras'”.

“Quando eu entrei em cena, foi muito pior do que eu imaginava. Vivemos no meio das montanhas e tivemos que dirigir quase uma hora para atendimento veterinário de emergência. Não tínhamos certeza se ele resistiria à viagem, mas deu tudo certo, e seu excelente veterinário, Dr. Franklin, da Clínica Veterinária de San Juan salvou a vida de Dexter. O Dr. Franklin acredita na determinação de Dexter em viver”, complementou.

Embora o cãozinho tenha conseguido sobreviver à provação, seu processo de recuperação foi longo. Ele perdeu uma das patas dianteiras e a outra ficou atrofiada no cotovelo. Ele teve que usar um cone por quase um ano inteiro e, é claro, teve que reaprender a andar e se locomover. Era muito para lidar, mas de alguma forma, apesar de tudo, Dexter continuou sendo o cachorro que sua família sempre conheceu.

“Ele estava super feliz por estar vivo”, disse Pasek. “Estava sorrindo, feliz e positivo. Houve muitos dias em que sua atitude foi contagiante para o resto de nós. Um dia eu o coloquei fora de seu canil ao sol, e ele estava tão feliz por estar fora, mesmo ferido como estava. Ele simplesmente adorava estar conosco”.

À medida que Dexter se curava, ele aprendeu a se virar com o que sua mãe chama de “caminhada com perna de pau no tripé”. Dexter é um cão que adora correr rápido e explorar, no entanto, ele percebeu rapidamente que iria precisar de mais.

Leia também: Cadelinha diagnosticada com câncer comemora última sessão de quimioterapia em clínica

Então, ele aprendeu sozinho a andar ereto sobre as duas patas traseiras, como um humano, e a primeira vez que sua mãe o viu fazer isso, ela não pôde acreditar no que via.

“Certa manhã, coloquei Dexter no jardim da frente para sua rotina matinal e ele estava tão feliz que voltei para pegar meu café”, disse Pasek.

“Quando voltei para fora, ele estava na varanda da frente. Fiquei chocado, um pouco chateado porque ele acabara de fazer outra cirurgia. Eu sabia que ele não estava colocando peso na perna da frente, então não tinha ideia de como ele subia aquelas escadas. Eu o carreguei para fora da escada e de volta para o quintal e peguei meu telefone para registrar suas ações, porque eu precisava de provas para mim e para todos os outros em nossa casa. Ele se virou e fez de novo. Eu o peguei subindo as escadas da frente ereto … Fiquei chocado e com medo de que ele se machucasse novamente. Lembro-me de ter sentido surpresa e apreensão por causa desse cão determinado. ”

Confira o vídeo:

E o resto é história. O cãozinho logo aperfeiçoou a arte de andar como o resto de sua família faz, e Dexter agora se locomove principalmente andando ereto. É absolutamente incrível o quão rápido ele pode ir.

Claro, um cão andando como um humano não é algo visto todos os dias, então Dexter rapidamente se tornou uma espécie de celebridade local. Todo mundo o conhece e o ama, mas seu status de celebridade não mudou Dexter em nada. Ele ainda é o mesmo cão feliz, determinado e prático que sempre foi, e sua família realmente não poderia estar mais orgulhosa dele.

“Se Dexter deseja algo, Dexter obterá ou fará o que quiser”, disse Pasek.

 

 

Leia também: Cachorro resolve dar uma lição em motorista que jogou lixo na rua

Embora seja absolutamente adorável e incrível a maneira como Dexter anda, sua jornada para chegar onde ele está agora não foi fácil. Por tudo isso, Dexter nunca desistiu, e ele é um belo exemplo de como os cães podem ser resistentes.

“A história de Dexter é sobre se adaptar, mudar e abraçar um novo normal”, disse Pasek. “Se conseguirmos lembrar como Dexter mudou sua vida, acho que também podemos … Isso me mostrou que, mesmo em nossos momentos mais sombrios e difíceis, podemos superar.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *