Casal de ativistas acolheu 75 cachorros de rua em sua própria casa, tratando-os como parte da família

Podemos definir a solidariedade como um ato de bondade e compreensão com o próximo, uma união de simpatias, interesses ou propósitos entre os membros de um grupo. Nesse sentido, Danny Robertshaw e Ron Danta têm solidariedade de sobra.

Desde que abraçam a causa animal, o casal que reside na Flórida, no sul dos EUA, ajudou dezenas de cães desabrigados ou em situação de vulnerabilidade. Hoje, abrigam 75 doguinhos em casa, a maioria resgatados de maus-tratos.

Cada um dos animais tem permissão para circular livremente por todos os espaços da casa.

Danny e Ron se certificam de cuidar dos 75 animais, além de prover vacinas e esterilizações. Quando são considerados ‘prontos’, os cães são transferidos para um novo lar adotivo.

“Eles podem subir nos sofás, nos móveis e, em algumas noites, chegamos a dormir com 17 cachorros na cama conosco. É um sistema que ajuda muito os cães que vêm das fazendas, ou que foram abusados ​​para que sintam em confiança”, disse Ron Danta.

O amor e a dedicação do casal pelos animais perde-se de vista. Ambos realmente são engajados na causa: em 13 anos, estimam ter ajudado mais de doze mil cães (e outros animais, em menor número).

De acordo com eles, o apego à causa voluntária começou com o resgate conjunto de 600 cães sem-teto após a passagem do devastador furacão Katrina. Foi naquele momento fatídico em 2008 que os dois se estabeleceram como os protetores de resgate Danny & Ron.

Logo eles perceberam que nasceram para cumprir esta louvável missão de tirar os cães de situações que ameaçam sua integridade e saúde. Compartilhar seu teto com eles traz alegria e amor incondicional à dupla.

Assim, o casal tem acomodado os animais em sua gigantesca casa na Flórida há pelo menos uma década.

“Nosso esforço foi extremamente valorizado ao longo dos anos. Muitos dos animais de estimação vivem felizes em um novo lar adotivo, graças ao que fazemos no santuário Danny & Ron’s Rescue”, disse Danny.

Você pode seguir a dupla de ativistas no Instagram clicando aqui.

Leia também: Cachorro resolve dar uma lição em motorista que jogou lixo na rua

Leia também: Cadelinha diagnosticada com câncer comemora última sessão de quimioterapia em clínica