Cãozinho com medo de barulho de fogos de artifício se tranca no banheiro até receber ajuda

A fobia de fogos de artifício, tempestades e trovões entre os animais de estimação está bem documentada pela comunidade veterinária. Diversos estudos demonstram que quase metade dos animais sofrem alguns dos efeitos colaterais desses distúrbios sonoros que, mesmo entre os humanos, incomoda.

O disparo de foguetes nas vias públicas, além de ser proibido por quase todas as portarias municipais do mundo, tem efeitos perniciosos para os cães. Ansiedade, medo descontrolado, taquicardia ou, em alguns casos, morte.

Leia também: Câmera escondida ‘flagra’ mamãe loba fazendo carinho em filhote para ajudá-lo a dormir

Essa fobia também é compartilhada por Gusto, um cãozinho labrador de 12 anos que odeia explosões e chuvas torrenciais, mas encontrou uma maneira muito peculiar de lidar com seus medos mais profundos.

Um vídeo mostra o inteligente cachorro se trancando no banheiro e ligando o ar condicionado da casa assim que ouve um desses barulhos que tanto o assustam de tempos em tempos.

Leia também: Cadela de terapia traz conforto e sorrisos para pacientes doentes internados em hospital

Alguns cães têm uma predisposição genética para a chamada ‘ansiedade de ruído’, como é o caso do Golden Retriever, alguns Collies, Pastores Belgas e Pastores Alemães, entre outros. O motivo é muito simples: seus ouvidos são mais largos e captam uma gama maior de sons.

Os cães não têm a capacidade de racionalizar sua ansiedade e podem sofrer uma forma mais crua e intensa de terror. E esses têm sorte de estar em casa, porque na rua a situação é muito pior. A detonação desses fogos pirotécnicos perto de um cão pode prejudicar sua audição de forma irreversível.

As razões pelas quais alguns cães sofrem e outros não sofrem com o barulho de fogos de artifício não são muito bem compreendidas. Um estudo da Universidade de Bristol, no Reino Unido, indica que cerca de metade dos cães urbanos sofrem alguns dos sintomas relacionados às explosões de um desses perigosos cartuchos.

Veja abaixo como foi a reação do cãozinho Gusto: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *