Cachorro que foi esfaqueado 29 vezes pelo dono se recupera e recebe segunda chance para viver

Quando Gwyneth Kingsley, oficial de controle animal no condado de Doña Ana, recebeu uma denúncia de maus tratos, ela já sabia que seria alguma crueldade contra os animais. Mas ela ainda ficou chocada ao se deparar um bull terrier de 6 anos esfaqueado 29 vezes pelo próprio dono. cachorro

cachorro

Leia também: Cão idoso e cego é resgatado depois de alguém tentar atirar nele

Milagrosamente, o cão ferido, Gucci, sobreviveu a esse ataque brutal, um feito que a oficial atribuiu à determinação do canino. “Ele é corajoso e teimoso”, disse ela em entrevista a um jornal local. “O cão não vai desistir e é isso que o torna um milagre, não a cura de seus ferimentos, mas sua vontade de sobreviver a tudo”.

Mas mesmo com a cura de seus ferimentos físicos, o trauma do Gucci deixou feridas emocionais que não são facilmente superadas. Essas cicatrizes são agravadas pelo fato de que Gucci foi ferido por alguém que amava e em quem confiava. É realmente difícil de imaginar uma traição maior.

Desde o ataque, o cachorro tem sido muito cauteloso e agressivo com os homens, o que é uma reação comum entre cães maltratados. Mas estava ficando claro que Gucci precisaria de ajuda extra para superar sua agressividade e aprender a confiar nas pessoas novamente.

Então Gwyneth fez uma pesquisa e encontrou um resgate mais adequado para fornecer cuidados especiais a Gucci. O Bayou Animal Services não é apenas administrado inteiramente por mulheres, mas também é especializado em reabilitação e na raça bull terrier. Eles também contam com um especialista em comportamento animal licenciado na equipe.

Kingsley, que se aproximou da Gucci durante seu tratamento, conta que irá sentir muitas saudades do pequeno. Mas ela sabe que esse doce menino precisa de cuidadores que possam ajudá-lo a processar seu trauma.

aaaa

Leia também: Cão paralisado é salvo da eutanásia após descobrir que o motivo da doença era um carrapato

“Em meus anos como oficial de controle de animais, não posso dizer que seja o pior caso de crueldade contra animais que já vi, mas está entre os piores com certeza”, disse ela. “O condado está agindo corretamente com o Gucci ao transferir a propriedade para a equipe de Bayou, pois eles estão dispostos a assumir seu caso especial.”

A partida do condado dá a Gucci um recomeço em uma nova vida em um ambiente diferente, longe da crueldade que ele experimentou no local.

Boa sorte, Gucci! Estamos felizes que você esteja se sentindo melhor e finalmente tenha encontrado algumas pessoas boas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *