Cão de rua e grato acompanhou por 5 km o caixão da mulher que sempre o alimentou

Dizer que os cães são os melhores amigos do homem para tentar enquadrar a grandeza dos cães com as pessoas que lhes deram atenção em algum momento de suas vidas às vezes não é suficiente. Mas se ainda têm dúvidas é porque não conhecem o caso do cãozinho que acompanhou durante 5 km à despedida da senhora que sempre lhe dava comida. cão

Uma sacerdotisa do jainismo de 100 anos chamada Piyush Varsha Sadhwi Maharaj de Surat deu seu último suspiro recentemente. Seguindo as normas do COVID-19, algumas pessoas se reuniram para seu funeral e participaram de sua jornada final ‘palki’ de sua casa ao crematório.

wapa.pe

Leia também: Cão com saudade do dono visita seu túmulo todos os dias durante 5 anos

Entre os presentes também estava um cachorro de rua que costumava ficar perto da casa da religiosa. Muitas vezes, ela costumava sair e alimentá-lo.

Assim que a cerimônia começou, o pequeno começou a caminhar com as pessoas. No início, ele foi expulso, mas como não queria se despedir da mulher a quem era grato, voltou novamente. A distância de onde ficava normalmente ao crematório era de 5 km. O cachorro caminhou todo o caminho sob seu palanquim, enquanto os humanos caminhavam em silêncio.

O cão não saiu do lado dela durante nenhum segundo, ele ainda estava lá quando seus restos mortais foram entregues às chamas. Mais tarde, ele foi levado de volta para sua casa pelas pessoas do crematório.

Leia também: Bombeiros fazem cerimônia emocionante após cão que serviu 14 anos com eles falecer

A história viralizou após o vídeo ter sido postado no canal do YouTube do News 18, onde o animal é visto caminhando sob o caixão como forma de agradecimento pelo carinho que a sacerdotisa tinha com ele. Muitas pessoas compartilharam a foto online e isso partiu o coração dos internautas, que ficaram comovidos com a lealdade demonstrada pelo cachorro.

Além disso, alguns também se preocupam com quem vai cuidar do cachorro. Eles esperavam que os residentes próximos o alimentassem regularmente ou ele seria adotado por uma família. Alguns cidadãos locais garantiram que o cachorrinho foi adotado pela comunidade Vesu e que desfrutará de uma boa alimentação e de um espaço para dormir para não perambular por áreas perigosas, como Piyush gostaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *