Cadela rejeitada pelo antigo tutor por não ter uma das patas é acolhida por Luisa Mell

Acreditamos que ninguém deve ser rejeitado por suas diferenças, nem humanos nem animais. Esse sentimento é destruidor, levando muitas vezes ao pensamento de que não se tem valor. Entretanto, seguindo o ditado de ‘Há males que vem para o bem’, a rejeição pode ser vista como uma oportunidade para ganhar uma nova vida. cadela

Dessa vez, foi o caso da cadelinha Caramela que, felizmente, foi acolhida pelo Instituto Luisa Mell.

Leia também: Instituto Luisa Mell resgata cachorrinho de rua deficiente que foi abandonado nas ruas

O triste relato de abandono foi compartilhado pela própria Luisa Mell em seu perfil do Instagram há três semanas e comoveu milhares de pessoas, mas Caramela ainda está na espera para ser adotada.

Por ter uma condição física que fez com que a cadela precisasse amputar sua patinha traseira, seu antigo dono decidiu abandonada, causando um profundo sentimento de rejeição em Caramela. “Mas eu não quero uma cachorra sem pata…”, disse ele em duras palavras. Agora, felizmente essa cadela especial se libertou de seu ex-tutor terrível.

Fazer o bem sem ver a quem, certo? Seguindo a frase, o Instituto Luisa Mell aceitou a pequena de braços abertos, sem se importar com a deficiência da cadela. Mesmo recebendo todo o amor que não tinha recebido de seu antigo dono, a dor da rejeição se manteve.

“No seu olhar podemos ver a tristeza de quem foi abandonada e a esperança de quem ainda acredita no amor”, escreveu a ativista de 42 anos.

Apesar de ter sido rejeitada, acreditamos que Caramela saiba que não será negada por todos e que passou apenas por um momento ruim em sua vida, que agora está no passado. Com um bom estado de saúde, a cadela precisa se curar emocionalmente para que possa estar pronta para dar a volta por cima e encontrar um lar que a ame do jeito que é.

Mantendo a fé, Luisa espera e torce para que o post alcance alguém de bom coração que esteja disposto a adotá-la. “Apesar de ver tanta tristeza, eu sempre acredito em finais felizes. Espero um anjo veja este post e nos escreva para adotar nossa Caramela”.

Leia também: Cachorrinha resgatada pelo Instituto Luisa Mell é adotada após meses de recuperação em abrigo

Assim como ela, nós também torcemos para que Caramela encontre seu lar definitivo o mais rápido possível, afinal, a pequena já passou por coisas muito difíceis em sua vida e merece receber o amor que tanto almejou.

Lembre-se, se você reside em São Paulo e região e esteja interessado por adotar Caramela, entre em contato com o Instituto Luisa Mell através do e-mail [email protected] e faça parte da próxima etapa da vida dessa amorosa cadela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *