Catador de lixo ajuda sua cadela com frio e lhe dá seu agasalho: ‘Ainda existem pessoas com bom coração’

Às vezes, os atos mais bonitos vêm de pessoas inesperadas, que se tornam fontes de inspiração para fazer o que é certo. Um exemplo disso são os moradores de rua, cujo muitos acham que são assim por causa de suas decisões e talvez seja verdade, mas apesar das dificuldades, podem nos mostrar uma grande humanidade. Catador de lixo

Um exemplo disso foi testemunhado por Flaviane García, uma jovem da cidade de Serrana, Região Metropolitana de Ribeirão Preto (SP). Ela pôde registrar um momento comovente entre um catador de lixo e seu cãozinho de estimação.

Leia também: Cadela surpreende bombeiros ao acompanhar seu dono morador de rua dentro da ambulância

Recentemente, Flaviane compartilhou uma publicação que nos provou como bondade não está relacionada com dinheiro. Querendo proteger o cachorro do frio, um morador de rua resolveu o vestir com uma roupa infantil que encontrou, o que foi um gesto gentil para quem não tem nada e, apesar disso, deseja cuidar de outro ser vivo.

Segundo ela, isso aconteceu em frente ao salão de beleza que ela costuma frequentar. Em algumas cidades do país existem os “varais solidários”, que são espaços onde as pessoas deixam roupas que não usam mais.

E foi justamente um desses que o pobre homem aproveitou para poder ajudar seu cão, nos ensinando que não são precisos milhões de reais para ser bondoso. O vídeo alcançou muitas pessoas, inclusive uma empresa que fabrica roupas para animais de estimação, que doou uma peça para o parceiro do homem.

“Fiquei tão feliz e com o coração quentinho, que resolvi filmar e postar, para mostrar que nem tudo está perdido e que pessoas com bom coração ainda existem”, escreveu Flaviane sobre aquele momento de afeto.

É provável que esse homem tenha muito mais preocupações durante o dia, por exemplo, o que comerá nos próximos dias, mas mesmo assim ele gasta um pouco de seu tempo para cuidar de seu melhor amigo. Presumimos que o mesmo se aplica à comida, já que também deve compartilhar seu alimento com o companheiro fiel.

Leia também: Cãozinho vira-lata fica na porta do hospital consolando pacientes que perderam seus entes queridos

Esperançosamente, esse ato de bom coração pode se multiplicar, mesmo que ele more na rua, aquele cachorro tem sorte de ter um amigo humano que cuida tão bem dele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *