Cãozinho jogado no lixo vira mascote da polícia de Penha-SC

O pequeno e alegre Mike, um cãozinho vira-lata, que foi abandonado em um lixão na cidade de Penha/SC, teve seu destino completamente mudado após sua história ser contada para o Comandante da Companhia da Polícia Militar de Penha.

O Tenente Bruno Monteiro, Comandante da companhia, disse que a PM já estava em busca de um mascote quando Mike apareceu, há um mês.

A voluntária que resgata e atende animais abandonados, que o encontrou no lixo. A mesma acabou sugerindo a adoção e apresentando o pequeno ao comandante.

Leia também https://adoteumcachorro.com/index.php/2021/01/11/padre-ameaca-homem-e-diz-para-ele-abandonar-ou-matar-seus-cachorros/

Estávamos procurando um mascote porque estamos trabalhando por uma política pública para os animais abandonados. Nos apresentaram a história do Mike e o levaram à companhia. Foi amor à primeira vista” – disse o Tenente Bruno.

Mike, um filhote simpático e brincalhão, rapidamente conquistou novos amigos no quartel.

A comoção foi geral, depois da história do cãozinho ser divulgada nas redes sociais. A repercussão foi tanta que já tem até empresa voluntária se prontificando a pagar os custos de manutenção do filhote, que no início saíam do bolso dos policiais.

Leia também https://adoteumcachorro.com/index.php/2021/01/12/gatinha-mal-humorada-e-adotada-e-muda-completamente-com-ajuda-de-sua-irma-labrador/

O pequeno Mike pode acessar qualquer um dos espaços da companhia da PM. Sua caminha fica na sala do comandante, mas ele também tira suas sonecas na sala de expediente.

É tão tranquilo que não se incomoda nem quando é requisitado para posar para as fotos que fazem sucesso na internet. Um verdadeiro modelinho (quase) profissional.

O pequeno mascote já tomou todas as vacinas e em breve deverá ser castrado. Mike está sendo avaliado pelo Tenente Monteiro, com isso será possível saber em qual tipo de atividades o filhote será escalado. A ideia é que ajude nos programas de conscientização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *