Jovem vende saquinhos de ração nos sinais para alimentar os cãozinhos de rua

O jovem Lucas Schmidt teve uma ideia inovadora em sua cidade. Juntando praticidade e seu prazer em ajudar os animais, o menino criou um slogan “Já alimentou um cãozinho de rua hoje?”.
Ele começou a vender rações para cães famintos em situações de rua nos sinais de Sumaré, São Paulo. Cada pacotinho com 50 gramas de ração, custam apenas R$1,00.
O menino informa: “A ideia é conscientizar as pessoas sobre isso […] porque os cachorros da rua passam fome. Imagine se todos que passam por esse sinal estiverem com um pacotinho de ração, será possível alimentar dezenas de cachorros.”
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Lucas disse que nunca tinha vendido rações assim antes. “Estou aqui no semáforo todos os dias e agora as pessoas começaram a se importar e a comprar as rações”.  
O jovem informa que no começo ficou muito inseguro, mas que agora, graças à deus, as pessoas estão comprando e que as vendas estão indo muito bem.
O jovem tem apenas 22 anos e começou a trabalhar quando tinha 12, na matéria publicada no SBT em Julho de 2020, Lucas falava que vendia paçocas a R$5,00, mas que se a pessoa desse um sorriso, ele cobrava apenas R$1,00.⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀
Na época, ele vendia paçocas nos semáforos de Sumaré em São Paulo, para economizar dinheiro para realizar seu sonho, que era ter uma independência financeira e se tornar um bom empresário.
Pouco menos de um mês depois, o menino foi convidado por um empresário, chamado Janguiê Diniz, para gravar cursos para o Instituto Êxito e treinar camelôs da região.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Lucas admitiu que o lucro das rações é menor do que o que ele recebia vendendo as Paçocas, mas que ele consegue tirar um bom dinheiro pois mais pessoas estão se interessando em comprar. 
“Comparado com as paçocas, o lucro é um pouco menor, pois eu vendo uma quantidade menor de ração pelo preço da paçoca, mas muita gente está me ajudando, o que acaba compensando. tem pessoas que, às vezes, compram 10 saquinhos de ração de uma vez, outras pessoas me dão o dinheiro mas não pegam a ração.” – Disse o menino.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *