Cão agressivo se rende e deixa seu salvador tocá-lo pela primeira vez!!

Phoenix, o cão, não acreditava em mais nada, além da dor que vinha de uma mão humana até que ele conheceu Takis.

O pobrezinho passou a vida toda vivendo na ponta de uma corrente e sendo espancado por um homem, que, segundo a polícia, era muito violento.

Testemunhas fizeram uma denúncia, afirmando que o cãozinho estava sendo maltratado, então os policiais se dirigiram até o local e resgataram o cachorro.

Como os policiais não sabia lidar com a agressão de Phoenix, eles chamaram Takis, que dirige o abrigo “Takis”, no alto das colinas de Creta, na Grécia.

No início, Phoenix se recusou a deixar a caixa de transporte quando eles chegaram ao abrigo.

O cãozinho, sempre assustado, o se lançava, rosnando para a mão de Takis.

Phoenix tinha tanto medo de mãos, pois sabia que elas só eram usadas para espancá-lo. Takis não desistiu diante daquela situação e disse a Phoenix, com muita paciência e sua voz soava doce e carinhosa:

Vamos tentar novamente mais tarde e seremos bons amigos em breve, sim?

Naquele mesmo dia, um pouco mais tarde, Takis estendeu sua mão amiga novamente ao pequenino, que em defesa, avançava, com o olhar cheio de pavor.

Depois de várias tentativas, o cãozinho exausto, acabou cedendo.

Ele encostou a cabeça na mão do homem, rendendo-se ao amor. E, algumas horas depois, ele dá a sua patinha a Takis. 

Takis não consegue conter a alegria e diz ao cachorro: “Bravo!”.

“Demorou um pouco para Phoenix se acostumar com o fato de que uma mão não significa dor”, explica Takis. 

Mas com o tempo, o comportamento de Phoenix mudou completamente. Ele se dá bem com os gatos do abrigo, embora seu antigo dono tenha dito que ele já havia matado gatos.

E “ele está indo muito bem com todos”, disse Takis. Tudo o que ele queria, tudo que ele precisava, era amor.

Assista ao vídeo emocionante abaixo:

Cães agressivos por maus tratos:

Cães que passaram por situações que envolvem maus tratos ou que foram expostos a episódios contínuos de estresse também podem ficar agressivos.

Essa é uma forma de comunicar que eles estão se protegendo de eventuais riscos e afastar o que pode lhes causar mal.

Se, por acaso, você presenciar maus-tratos a animais de quaisquer espécies, sejam domésticos, domesticados, silvestres ou exóticos, como:

  • abandono
  • envenenamento
  • presos constantemente em correntes ou cordas muito curtas
  • manutenção em lugar anti-higiênico
  • mutilação
  • presos em espaço incompatível ao porte do animal ou em local sem iluminação e ventilação
  • utilização em shows que possam lhes causar lesão, pânico ou estresse
  • agressão física
  • exposição a esforço excessivo
  • animais debilitados (tração), rinhas, etc.

Para combater esse tipo de crime, compareça à delegacia de polícia mais próxima para lavrar o Boletim de Ocorrência (BO), ou se dirija à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente.

Compartilhe essa história com seus amigos e familiares.

Fonte: reshareworthy

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *