Cãozinho é adotado por família após esperar 14 meses em abrigo, mas é devolvido no dia seguinte

O cãozinho Rusty aguardou impensáveis catorze meses em um abrigo de animais em Idaho, no Texas (EUA), até finalmente ser notado e adotado por uma nova família. Infelizmenqte, menos de 24 horas após seu acolhimento, o cachorro foi devolvido à entidade.

De acordo com o portal Amigo Cão, Rusty, um mix de pastor alemão com cão leopardo de Catahoula, foi entregue para o canil pela primeira vez em Janeiro do ano passado, quando seu antigo dono alegou não querê-lo mais porque ele era ‘muito agitado’.

Os meses se passaram e o doguinho foi transferido de canil do mesmo abrigo diversas vezes, pois os cuidadores do local o achavam ‘muito temperamental’ e de difícil relacionamento com outros animais.

Leia também: Cuidadora de cães se apaixona por cadelinha rejeitada que esperou 6 meses para ser adotada

Ocasionalmente, o cãozinho ficava deprimido e muito reativo em determinadas situações. Entre altos e baixos, em Novembro de 2020, Rusty foi adotado, para a alegria do abrigo e de seu corpo de funcionários. Só que apenas um mês depois, a família adotiva o devolveu, alegando problemas comportamentais do cachorro.

Sensibilizados com a situação de Rusty, o pessoal do abrigo ficou determinado a achar um lar amoroso para o doguinho. Decidiram então colocá-lo em um ‘programa de socialização’ para animais, onde cães se reúnem entre si em parques para brincarem e se divertirem em conjunto, como uma terapia coletiva.

Leia também: Gatinho vira cuidador e melhor amigo de vovô diagnosticado com câncer de medula óssea

Ao longo de três meses, Rusty apresentou melhora no seu comportamento e conheceu um casal em Março deste ano, que se apaixonou pelo animal de imediato e decidiu adotá-lo. Enfim, após 419 dias no canil, o pastor alemão seria levado para casa.

Infelizmente, apenas um dia depois, ele foi devolvido novamente.

O abrigo usou seu perfil no Facebook para divulgar um comunicado, onde faz um apelo para não julgarmos os adotantes.

“Rusty tentou mordê-los e eles perceberam que ele não era o cachorro ideal para sua família, já que eles frequentemente recebem crianças pequenas. Seu comportamento poderia ser um risco para eles. Então mesmo tentando fazer algo gentil e nobre adotando um cachorro temperamental, eles fizeram a coisa certa ao devolver. Nós não queremos que nenhuma família fique um cachorro que não seja certo para eles, então somos gratos por terem o devolvido”, dizia a publicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *