Homem que viveu por anos como sem-teto recupera antiga vida e reencontra seu cãozinho

Quando amamos alguém de maneira incondicional, fazemos qualquer coisa por esse indivíduo, mesmo que signifique desistir dele para que possa viver uma vida melhor. Foi isso que aconteceu com um rapaz da Flórida, nos Estados Unidos, que passou por tempos difíceis ao ser despejado de sua própria casa. Para que seu cãozinho não tivesse o mesmo destino, o homem resolveu se separar dele, garantindo-lhe o conforto que ele mesmo não teria.

O homem não podia mais comprar comida para Dakota, nem providenciar seus insumos básicos, então levou-o para um abrigo onde o cachorro teria isso e muito mais. Ele entregou o peludo para a ONG Tampa Bay Humane Society, na esperança de que ele encontrasse uma vida melhor.

Leia também: Idoso carrega seu cachorrinho em bolsa enquanto vende vassouras na rua

No abrigo, Dakota foi cuidado e amado por todos os funcionários, mas não conseguiu adoção por semanas, o que foi algo positivo, no final das contas.

O abrigo recebeu um telefonema do pai de Dakota, que acabou recuperando sua antiga vida (e casa) no curto período de tempo que Dakota ficou no abrigo. Ele conseguiu um novo emprego e ligou para a entidade esperando que Dakota ainda estivesse lá. Parte dele esperava que o cachorrinho já tivesse sido adotado, mas uma vez que ele descobriu que ainda estava lá, soube que era coisa do destino!

“Quando trouxemos Dakota para seu pai, ele gritou de alegria e correu direto para os braços do tutor”, escreveu no Facebook a Humane Society of Tampa Bay. “O jovem estava tão emocionado que começou a chorar. Vamos ser realistas, nós também! Foi um momento muito emocionante.”

Leia também: Gatinho usa guarda-chuva sob medida para fazer caminhada durante dias chuvosos

O par inseparável tirou uma foto juntos, com os dois sorrindo de orelha a orelha. O pai de Dakota fez um sacrifício para dar ao cachorro a melhor vida possível, mas no final, é o cão que dará a melhor vida ao pai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *