Morre cãozinho que ganhou fama ‘trabalhando’ em posto de gasolina de Mogi como frentista

O cãozinho fazia sucesso no posto de gasolina.

Negão fazia parte da grade de funcionários do posto à 3 anos, tinha uniforme, crachá e tudo que um bom funcionário tem direito. Ele nos deixou com 11 anos de idade, a perda abalou não só seus colegas de trabalho, abalou também seus fiéis clientes.

 

O posto Shell de Mogi das Cruzes certamente não é mais o mesmo. A razão é a morte do “funcionário” Negão, na quarta-feira (21). A equipe do posto adotou o cão que estava abandonado pelas ruas de Mogi, o Cãozinho estava presente desde a abertura do posto, a 3 anos. Negão recepcionava todos os clientes com alegria desde então.

 

Veja também: Casal de ativistas acolheu 75 cachorros de rua em sua própria casa, tratando-os como parte da família

Negão tinha por volta de 15 crachás, pois adorava brincar com a sua identificação.

Uma das funcionarias do estabelecimento Cristina Domingues soube da noticia da morte de seu colega assim que chegou no trabalho.

A notícia abalou muito todos que trabalhavam no posto, que fizeram uma homenagem ao cãozinho aonde ele trabalhava.

2 thoughts on “Morre cãozinho que ganhou fama ‘trabalhando’ em posto de gasolina de Mogi como frentista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *