Japonês vende seu carro para pagar o tratamento de seu gato e comprador se comove com a história

Animais de estimação e carros são duas coisas pelas quais as pessoas formam fortes apegos, mas quando esse homem japonês precisou fazer uma escolha entre eles, ele ficou do lado de seu gato de estimação. carro

O pequeno felino chamado Silk foi recentemente diagnosticado com uma doença gastrointestinal viral potencialmente mortal chamada peritonite infecciosa felina, que requer tratamento médico caro.

Screenshot-2021-05-20-at-1.00.05-PM - Notícias

Leia também: Mulher dirige 10 horas para ajudar gata grávida e chega bem a tempo para a hora do parto

Infelizmente, com a pandemia, Leiz, como é chamado nas redes sociais, ficou sem dinheiro e não viu outra alternativa a não ser vender seu amado carro para pagar o tratamento de seu gato.

O modelo em questão era um Toyota Supra 1989 que geralmente custa em torno de ¥1,35 milhão (cerca de R$64 mil na cotação atual), entretanto, pelo valor emocional, Leiz anunciou por ¥2,7 milhões (R$128 mil).

Alguém que estava interessado em comprar o carro morava perto de Leiz e disse que estava disposto a comprar o carro pelo preço listado, mas também mostrou empatia.

Depois de comprar o carro, ele iria restaurá-lo e construir uma garagem para proteger a pintura. O engraçado é que ele queria guardar o veículo, mas não estava interessado em dirigi-lo. Ele ia devolver o carro para Leiz!

Depois que as contas do veterinário fossem pagas, ele poderia comprar o carro de volta pelo mesmo preço pelo qual o vendeu. Ele também poderia visitar enquanto isso e dirigir o carro quando quisesse.

Se isso não bastasse, ele também ofereceu um adicional de ¥100 mil para ajudar com os tratamentos médicos.

Leia também: Gatinho abandonado por carro em movimento é resgatado e adotado por policial amoroso

Leiz mantém um blog sobre a recuperação do felino e ele está cada vez melhor! Felizmente, a boa ação do comprador do Supra não foi atoa e imaginamos que em breve Leiz terá seu carro e seu gato bem novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *