7 animais selvagens com riscos altos de extinção nos próximos 10 anos

Todos nós conhecemos a extinção em massa dos dinossauros, mas pouco pensamos sobre quantas formas de vida da foram extintas nesses mais de quatro bilhões de anos da Terra. animais

De acordo com estatísticas feitas por cientistas, existem aproximadamente 6,5 milhões de espécies terrestres e 2,5 milhões submersas no planeta que vivemos. Conhecemos apenas cerca de um milhão delas.

Desse número absurdo, é especulado que outro milhão não irá existir mais até 2050, mostrando o perigo de extinção exponencial da nossa sociedade. Resolvemos trazer aqui algumas das espécies que podem deixar de existir num futuro mais próximo, em até 10 anos.

Lembre-se que às vezes um pequeno gesto como não colaborar com o desmatamento ou com a poluição pode mudar o destino desses animais.

1) Beija-flor

Leia também: Conheça 5 curiosidades essenciais sobre os cachorros

Principalmente devido ao aquecimento global, o beija-flor, pássaro tão amado e cultuado, corre um risco de extinção enorme. Outros motivos igualmente preocupantes são o desmatamento e a perda de seu habitat natural, compostos químicos agrícolas e a caça.

2) Girafa

As girafas são um dos animais com mais risco de extinção nos próximos 10 anos. Os motivos vão desde caça ilegal a perda dos habitats devido crescimento demográfico humano e expansão da agricultura e mineração.

3) Abutres

Os abutres seguem uma dieta rígida, essencial para a limpeza da natureza, que vem sendo dificultada devido à caça furtiva. Infelizmente, as pessoas não dão a importância que deveriam para o risco de extinção dos abutres.

“Um científico do Serviço de Vida Silvestre do Quênia contou que sua equipe estava preocupada tentando salvar elefantes e rinocerontes e que, quando era a vez de proteger os abutres, já estavam cansados demais”, ponderou Darcy Ogada, membro da ONG Fundo Peregrino para Investigação e Ciência.

4) Búfalo de água

O búfalo da água é um animal bastante emblemático para algumas culturas orientais, como a chinesa e a indiana. Infelizmente, ele também está fadado a desaparecer em cerca de uma década. O principal motivo é a degradação o solo, que acaba com seu habitat.

5) Caranguejo de rio

Os ecologistas já estão cientes do desaparecimento do caranguejo nativo desde o fim da década de 1970, desde então, foi abandonado e inclusive condenado à extinção por muitos governos e supostos cientistas. O principal motivo é a peste do lagostim e degradação do ecossistema.

6) Cervo

Leia também: Dicas de como ensinar um cachorro a ficar sozinho em casa

Classificado como ‘preocupação menor’ pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), o animal está à beira da extinção devido as mudanças bruscas feitas em seu habitat.

7) Golfinho

Mesmo não sendo consumido pelo ser humano, o principal problema dos golfinhos são as redes de pesca e a poluição do oceano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *