Cães de rua se mudam para congresso chileno e são mimados pelos funcionários: ‘É sua casa agora’

Atualmente, Chile vive um momento histórico a nível político e social, pois uma convenção de 155 pessoas eleitas democraticamente está em processo de elaboração de uma nova Constituição para o país. congresso

Os congressistas trabalham atualmente em duas sedes localizadas na cidade de Santiago: o Palácio Pereira, onde cada um dos participantes fica com suas respectivas equipes, e o antigo Congresso Nacional, onde são realizadas as sessões da convenção.

E embora o clima seja sempre muito tenso, como em qualquer instância de deliberação política entre diversos setores, há quatro personagens que vivem no antigo Congresso e que roubaram silenciosamente o filme.

Leia também: Entrevista com oficial do governo da Ucrânia é adoravelmente interrompida por seu gatinho

Estamos falando de Gorda, Orejas, Catita e Rambo, os quatro cães de rua que vivem nos edifícios do antigo parlamento. Eles testemunharam esse processo histórico no país e se mostraram dispostos a receber o carinho dos constituintes todos os dias, segundo o slogan da The Clinic.

Os cães estão presentes desde o primeiro dia das sessões do congresso, à procura de alguma carícia ou de alguma coisa para comer. Felizmente, vários funcionários do local são fãs de cães e têm gostado de sua presença constante nos intervalos entre as sessões, especialmente porque é uma distração durante os momentos tensos.

“Todos eles têm personalidades marcantes: tem um gordo que é indiferente, um ruivo que toma sol o dia todo e que busca carinho”, diz Valentina Miranda, da Convenção Constitucional. “Mas é ótimo que os animais estejam lá, eles desestressam, ajudam você a se sentir melhor e mais confortável.”

Miranda comenta que os cães são ‘donos de casa’ no antigo Congresso, pois realmente fazem o que querem. “Se alguém chama eles, eles ignoram”, diz ela.

Esses quatro cães, e todos os outros que já moraram no prédio. são mantidos pela secretária da senadora Isabel Allende, que há alguns anos organizou um programa de vacinação, desparasitação e realização de todos os procedimentos rigorosos, além de disponibilizar uma sala na sede para que pudessem dormir com segurança.

No entanto, quem se encarrega do cuidado diário dos cães são os policiais que guardam o palácio, que garantem que tenham comida, abrigo e água ao longo de cada dia.

“Antes eles só dividiam com os deputados e senadores que vinham, mas hoje eles têm mais estímulos no jardim. Os congressistas gostam de vê-los, eles são super amorosos com as pessoas”, disse a Sargento Marcela Sala, da guarda Carabineros. “Os vira-latas são melhores guardiães do que os pastores alemães.”

Leia também: Agora é Lei: Prefeitura do Rio proíbe manter animais acorrentados na cidade

Esses quatro cachorrinhos são mestres e senhores de seu território, e todos os respeitam como tal. Esperamos que os congressistas os honrem e o cuidado com os animais esteja expressamente incluído na nova Constituição do país!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *