Ativista encontra cãozinho doente na estrada e o ajuda a superar seu medo de humanos

Muitos animais de rua costumam ser maltratados enquanto procuram comida, além de serem expostos a horrores e perigos. Isso os motiva a se tornarem violentos para se defender de qualquer um que considerem um perigo, porque não tiveram a sorte de conhecer o amor. Ativista

Felizmente, existem pessoas com capacidade e vontade de ajudá-los e mostrar-lhes que nem todos os humanos são iguais e existem alguns que sabem amar. Uma delas é Prue Barber, fundadora da organização “Mission Pawsible” e responsável pelo resgate de cães de rua.

Leia também: Cadela que foi encontrada com um buraco na cabeça é tratada e adotada por mulher afetuosa

Durante uma de suas viagens a ativista viu uma bolsa se movendo na beira da estrada, então decidiu passar novamente, rezando para que não fosse um cachorro. Infelizmente, era um cachorrinho que estava claramente abandonado e apresentava um grave estado de desnutrição.

“Eu vi Murphy deitado no meio da estrada. Tenho uma visão péssima e, como salvadores, muitas vezes pensamos em um saco plástico como um animal”, contou ela ao Metro. “Eu dirigi até ele e esperava que não fosse um cachorrinho. Mas era. Caminhões, carros e bicicletas passavam, mas ninguém parava.”

Starving abandoned puppy's incredible transformation after being found by roadside - Mirror Online

O momento do resgate não foi nada fácil, pois o cachorro que Murphy chamava começou a latir desesperadamente demonstrando que queria que Prue não se aproximasse dele. Como explicamos inicialmente, alguns maus tratos e negligência fazem com que os cães tenham traumas e fiquem com medo de pessoas.

Por isso, Prue teve que esperar alguns minutos para que ele se acalmasse e ficasse claro que ela não iria machucá-lo e queria apenas o seu bem. Quando finalmente conseguiu, a ativista o resgatou e o levou para casa em sua motocicleta.

Mesmo assim, ele ainda continuava com problemas de adaptação. Demorou cerca de uma semana para o cachorrinho confiar nela e durante esse tempo ele permaneceu distante e na defensiva. “Ele ficou muito assustado e passou uma semana na lavanderia até aprender a confiar em mim. Eu dei a ele tempo e espaço”, continua.

Felizmente, o amor foi mais forte que o medo e Murphy conseguiu mostrar sua verdadeira personalidade. Por trás da máscara agressiva, ele não passava de um cachorrinho fofo e brincalhão, esbanjando vontade de viver e apenas aguardando a pessoa certa para fazer isso.

“Depois de alguns dias, ele viu como eu era com os outros cães adotivos e começou a se solidarizar comigo. Ele entrou na casa sozinho e baixou a guarda”, diz Prue. “Daquele dia em diante, ele se tornou o cão brincalhão e adorável que é hoje.”

Leia também: Cão idoso no fim da vida ganha de sua tutora um quintal para aproveitar seus últimos dias

Agora ele é um cachorrinho muito feliz, engordou e está sem sarna. Murphy se relaciona com outros cães e humanos com facilidade, tudo graças a uma pessoa que decidiu ajudá-lo. “Ele é o melhor amigo de todos”, conclui Prue.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *