Cadela que ajudou montanhistas durante 14 anos falece e é homenageada pelos aventureiros

Quem não gostaria de ter um cachorrinho simpático para fazer passeios ou excursões mais agradáveis com sua energia inesgotável? Era exatamente que uma cadela chamada Citla fazia durante sua vida, quando decidiu que sua casa seria nas alturas do Pico de Orizaba, no México.

Leia também: Cadela Judy que protegeu pinguins durante 10 anos, falece e recebe homenagem emocionante

Citla era conhecida por centenas de montanhistas no México como o anjo da guarda da montanha. Embora não tenha recebido nenhum treino especial, ela provou ao longo de muitos anos que tinha tudo para ser considerada uma alpinista profissional.

Muitas lendas foram criadas em torno da pequena, já que ninguém sabe ao certo como ela chegou ao local. Dizem que ela se instalou há muitos anos com um pedreiro que começou a trabalhar na zona durante a construção do Grande Telescópio Milimetrado Alfonso Serrano.

Tecnicamente, o Pico de Orizaba, onde Citla vivia, é considerado um vulcão e mede mais de 5.000 metros acima do nível do mar. Acredita-se que por medo, o homem não queria ficar sozinho e por isso levou a cadela para lhe fazer companhia, onde acabou se instalando por cerca de 14 anos.

Citla revelou-se extremamente amigável e não hesitou em acompanhar todos os montanhistas no seu caminho até ao topo. Com o passar do tempo, ela aprendeu todas as trilhas com muita facilidade e sempre que alguém se perdia ou tinha dificuldade em encontrar abrigo, a cadela diligente ajudaria.

Infelizmente, após uma longa vida viajando pelas montanhas, Citla acabou desenvolvendo problemas no fígado que posteriormente causaram seu falecimento. Toda a comunidade foi profundamente afetada pela partida da cadela que deixou sua marca em tantas pessoas.

Por isso, foi decidido e acordado entre a comunidade para lhe prestar uma homenagem muito especial em respeito a sua enorme com a ajuda a todos os montanhistas. Resolveram enterrá-la na parte alta do Pico de Orizaba, onde era o seu local preferido.

Quando a notícia da homenagem a Citla se espalhou, muitas pessoas decidiram participar e um tour muito especial foi feito. Dezenas de montanhistas decidiram fazer o percurso mais uma vez para acompanhar a cadela que tanto amavam na procissão.

Leia também: Menina de 11 anos com síndrome rara faz homenagem a seu cão de serviço por ajudá-la a andar

Nós nos juntamos aos montanhistas nesta despedida muito especial de Citla. Esperamos que esta linda e amorosa seja sempre lembrada como A Guardiã da Montanha depois de tanto ajudar os aventureiros do local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *